quinta-feira, 25 de outubro de 2012

10 ideias para viver o Ano da Fé


O Concílio Vaticano II - comentado pelo Pe. Francisco Faus

O Concílio Vaticano II - comentado pelo Pe. Francisco Faus

A FÉ por Joaquim Mexia Alves

A FÉ por Joaquim Mexia Alves: Posso acreditar num deus só por mim, só pela minha razão? Por exemplo, ao olhar para o universo, para a terra, para as plantas, os an...

Comentário ao Evangelho de 25 de Outubro 2012: «Eu vim lançar fogo sobre a terra»

«Eu vim lançar fogo sobre a terra»: Santo Isaac, o Sírio (século VII), monge em Nínive, perto de Mossul  Discursos sobre ascese, 1ª série, nº 2 Violenta-te (cf Mt 11,1...

O Evangelho do dia 25 de outubro de 2012

O Evangelho do dia 25 de outubro de 2012: Eu vim trazer fogo à terra; e como desejaria que já estivesse ateado! Eu tenho de receber um baptismo; e quão grande é a minha ansiedade a...

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

COMUNICADO DO CONSELHO PRESBITERAL de 24 de Outubro 2012

COMUNICADO DO CONSELHO PRESBITERAL
 
O Conselho Presbiteral da Diocese do Funchal esteve, hoje, reunido em sessão ordinária, presidida pelo Bispo Diocesano, D. António Carrilho.
Tendo sido feita a leitura e aprovação da acta da reunião anterior, o Conselho fez um ponto da situação do desenvolvimento dos trabalhos da comissão de estudo para a "Renovação das Festas e Tradições". Apresentou-se a síntese da consulta àqueles que mais diretamente estão ligados à organização e à realização das festas, da qual saíram algumas linhas orientadoras que irão agora para a reflexão nos arciprestados.
Num segundo ponto procedeu-se a uma breve avaliação do ano pastoral transato. Em termos gerais a avaliação foi muito positiva. Destacou-se o empenho dos vários arciprestados na concretização local e paroquial das várias linhas propostas, referindo que não ficam circunscritas ao ano, mas continuam ativas no âmbito da pastoral geral. Realçou-se ainda a grande dinamização colocada na Festa das Famílias. Em relação a este ano relembraram-se as várias propostas e constatou-se que os arciprestados já estão empenhados e dinamizados para a sua concretização, através das várias atividades já programadas.
No que diz respeito a orientações pastorais acerca da Realização de concertos nas igrejas, capelas e reitorias e à Preparação e Celebração dos sacramentos da iniciação cristã, após algumas observações, as mesmas continuam em estudo nos arciprestados para aprovação próxima.
Ao conselho foi apresentado o documento da Pontifícia obra para as Vocações Sacerdotais, lançado no mês de março e intitulado “Orientações Pastorais para a promoção das vocações sacerdotais”. Acentuou-se, de maneira concreta, as indicações pastorais que o documento propõe no III Capítulo, recolhidas das experiências partilhadas a nível Europeu.
No último ponto da agenda foi abordado o destino a dar à renúncia do Advento, tendo o conselho proposto, por unanimidade, o seu encaminhamento para o Fundo Social Diocesano.
A finalizar a sessão, foram dadas algumas informações relacionadas com a exposição “Bíblia em Festa”, patente neste momento na Calheta e, futuramente, em Machico e no Funchal: Foram ainda apresentadas as indulgências propostas pela Penitenciaria Apostólica, no âmbito do Ano da Fé, com o intuito de promover nos fiéis uma renovação espiritual que produza frutos mais abundantes, neste ano especial de celebração dos 50 anos do Concílio Vaticano II.
Concluiu-se o Conselho, marcando a próxima sessão para o dia 13 de Março de 2012.
 
Funchal, 24 de Outubro de 2012.
Secretariado Permanente.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

HOMILIA DE D. ANTÓNIO CARRILHO, BISPO DO FUNCHAL, na Solenidade do aniversário da Dedicação da Catedral - Sé do Funchal, 18 de Outubro de 2012

O dinamismo da fé, na alegria de anunciar Jesus Cristo!
Em plena caminhada para as celebrações jubilares da criação da Diocese do Funchal, celebramos, hoje, os 495 anos da Dedicação desta vetusta Catedral, mandada construir por D. Manuel I. Igreja-Mãe da Diocese, à qual estão unidas todas as paróquias e comunidades, é memorial das maravilhas de Deus e sinal visível de comunhão e unidade, ao longo de cinco séculos de vida cristã na Madeira e Porto Santo. E nós, pedras vivas deste templo espiritual, cantamos com alegria a nossa gratidão ao Senhor: “Grandes e admiráveis são as vossas obras, Senhor Deus Omnipotente” (Ap 15,3)!
Esta bela Catedral, cujas pedras seculares nos falam do encontro com Deus e com os homens, remonta, pois, ao tempo dos descobrimentos e foi dedicada a Nossa Senhora da Assunção. Toda ela evoca, não só a expansão territorial portuguesa e o encontro de culturas, mas, sobretudo, o ardor e o dinamismo missionário de um povo, que encarnando os valores do Evangelho, sentiu a urgência de comunicar a sua fé em Cristo aos outros povos.
Abertura diocesana do Ano da Fé
Em comunhão com o Santo Padre, tenho a alegria de anunciar à comunidade diocesana da Madeira e Porto Santo que, nesta mesma celebração, se procede, oficialmente, na nossa Diocese, à abertura do Ano da Fé, já efetuada solenemente em Roma, no âmbito da Igreja Universal, no passado dia 11 deste mês...

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Fernando Pessoa e a República, quão actual infeliz...

«O observador imparcial chega a uma conclusão inevitável: o país estaria preparado para a anarquia; para a República é que não estava. Gra...

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Ano da Fé - 9 perguntas e 9 respostas

No próximo dia 11 de outubro começará o Ano da Fé, convocado por Bento XVI. Mas de que se trata? O que deseja o Santo Padre? O que se pode fazer?

1. O que é o Ano da Fé?O Ano da Fé "é um convite para uma autêntica e renovada conversão ao Senhor, único Salvador do mundo" (Porta Fidei, 6).

2. Quando se inicia e quando termina?
Inicia-se a 11 de outubro de 2012 e terminará a 24 de novembro de 2013.

3. Porquê nessas datas?
Em 11 de outubro coincidem dois aniversários: o 50º aniversário da abertura do Concílio Vaticano II e o 20º aniversário da promulgação do Catecismo da Igreja Católica. O encerramento, em 24 de novembro, será a solenidade de Cristo Rei.

4. Porque é que o Papa convocou este ano?"Enquanto que no passado era possível reconhecer um tecido cultural unitário, amplamente compartilhado no seu apelo aos conteúdos da fé e aos valores por ela inspirados, hoje parece que já não é assim em grandes setores da sociedade, devido a uma profunda crise de fé que atingiu muitas pessoas". Por isso, o Papa convida para uma "autêntica e renovada conversão ao Senhor, único Salvador do mundo". O objetivo principal deste ano é que cada cristão "possa redescobrir o caminho da fé para fazer brilhar, com evidência sempre maior, a alegria e o renovado entusiasmo do encontro com Cristo".
5. Que meios assinalou o Santo Padre?Como expos no Motu Proprio "Porta Fidei": Intensificar a celebração da fé na liturgia, especialmente na Eucaristia; dar testemunho da própria fé; e redescobrir os conteúdos da própria fé, expostos principalmente no Catecismo.

6. Onde terá lugar?Como disse Bento XVI, o alcance será universal. "Teremos oportunidade de confessar a fé no Senhor Ressuscitado nas nossas catedrais e nas igrejas do mundo inteiro, nas nossas casas e no meio das nossas famílias, para que cada um sinta fortemente a exigência de conhecer melhor e de transmitir às gerações futuras a fé de sempre. Neste Ano, tanto as comunidades religiosas como as comunidades paroquiais e todas as realidades eclesiais, antigas e novas, encontrarão forma de fazer publicamente profissão do Credo".

7. Onde encontrar indicações mais precisas?Numa
nota publicada pela Congregação para a doutrina da fé.

Aí se propõe, por exemplo:

- Encorajar as peregrinações dos fiéis à Sede de Pedro;
- Organizar peregrinações, celebrações e reuniões nos principais Santuários.
- Realizar simpósios, congressos e reuniões que favoreçam o conhecimento dos conteúdos da doutrina da Igreja Católica e mantenham aberto o diálogo entre fé e razão.
- Ler o reler os principais documentos do Concílio Vaticano II.
- Acolher com maior atenção as homilias, catequeses, discursos e outras intervenções do Santo Padre.
- Promover transmissões televisivas ou radiofónicas, filmes e publicações, inclusive a nível popular, acessíveis a um público amplo, sobre o tema da fé.
- Dar a conhecer os santos de cada território, autênticos testemunhos de fé.
- Fomentar o apreço pelo património artístico religioso.
- Preparar e divulgar material de caráter apologético para ajudar os fiéis a resolver as suas dúvidas.
- Eventos catequéticos para jovens que transmitam a beleza da fé.
- Aproximar-se com maior fé e frequência do sacramento da Penitência.
- Usar nas escolas ou colégios o Compêndio do Catecismo da Igreja Católica.
- Organizar grupos de leitura do Catecismo e promover a sua difusão e venda.

8. Que documentos posso ler por agora?
- O motu proprio de Bento XVI "Porta Fidei"
-
A nota com indicações pastorais para o Ano da Fé
-
O Catecismo da Igreja Católica
-
40 resumos sobre a fé cristã

9. Onde posso obter mais informação?
Visite o site www.annusfidei.va

S. Francisco de Assis

São Francisco de Assis, nasceu na cidade de Assis, Úmbria, Itália, no ano de 1182, de pai comerciante, o jovem rebento de Bernardone, gost...

O Evangelho do dia 4 de outubro de 2012

O Evangelho do dia 4 de outubro de 20102: Depois disto, o Senhor escolheu outros setenta e dois, e mandou-os dois a dois à Sua frente por todas as cidades e lugares onde havia de i...

Catequese de Bento XVI sobre São Francisco de Assi...

Catequese de Bento XVI sobre São Francisco de Assi...

terça-feira, 2 de outubro de 2012

O Evangelho do dia 2 de outubro de 2012

Naquela mesma ocasião aproximaram-se de Jesus os discípulos, dizendo: «Quem é o maior no Reino dos Céus?». Jesus, chamando uma criança, pô...

«Eis que Eu envio um anjo diante de ti»

São João-Maria Vianney (1786-1859), presbítero, Cura de Ars  Sermão para a festa dos Anjos da Guarda Apesar de Se bastar a si mesmo...

Santos Anjos da Guarda

Os Anjos são antes de tudo os mediadores das mensagens da verdade Divina, iluminam o espírito com a luz interior da palavra. São também guar...

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Rezar cantando

Alguma música

O tempo em Santana